O ex-presidente condenado e preso, Lula, "perguntou a quem o visitou sobre a expectativa do possível julgamento da ação que pode mudar o entendimento do STF a respeito da prisão após segunda instância,"diz a coluna Painel da Folha de S. Paulo. 

O relato que recebeu foi pessimista. "Lula ouviu que será difícil o tema ser pautado na corte, mesmo que o ministro Marco Aurélio Mello leve uma das ações que trata do assunto ao plenário. Se o magistrado o fizer, a expectativa é a de que a presidente do Supremo, Cármen Lúcia, consulte os pares sobre a necessidade de analisar o caso."

"Advogados que acompanharam a sessão do Supremo que debateu o pedido de liberdade de Antonio Palocci ficaram desgostosos com o saldo final dos votos dos ministros. Entenderam que a corte restringiu o alcance do habeas corpus."

O Globo conta que em reunião em São Paulo, os principais dirigentes e lideranças do PT avaliaram que Lula só terá a sua prisão revertida se o partido conseguir ampliar as mobilizações em seu favor, tanto entre a população como no mundo político.

“A situação do Lula vai depender da mobilização”, afirmou Paulo Okamotto. 

Como se sabe, políticos de esquerda estão pedindo dinheiro na web para conseguir manter os manifestantes em Curitiba. 

A situação não é nada boa para Lula.