Após o plano de assassinar Bolsonaro fracassar , o criminoso solto graças a Gilmar Mendes,  Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski, José Dirceu, gravou um vídeo avisando que “chegou a hora da resistência” e da “luta política”.

Dirceu convoca para uma a “unidade da esquerda”, citando nomes como os de Ciro Gomes, Aldo Rebelo, Guilherme Boulos e Manuela D’Ávila.

“É preciso reunir os candidatos a presidente da esquerda.”

O criminoso também ataca “a direita, os golpistas, os tucanos, os bancos” e pede para que a militância “vá às ruas”.

“Só a força do povo organizado pode nos garantir a vitória.”

Aparentemente, o último plano de derrotar Jair Bolsonaro fracassou, e agora, aqueles que querem implementar uma ditadura de esquerda no país vão partir para o tudo ou nada. Isso me faz lembrar 1964. 

Se os militantes de esquerda, que costumam esfaquear adversários políticos, levarem isso ao pé da letra, nós sabemos como isso irá acabar. 

Confira: