O atacante Paolo Guerrero, do Flamengo, foi flagrado na blitz da Lei Seca nesta semana e não poderá mais dirigir por um ano.

Ele foi parado na noite da última terça-feira, na ria Mario Ribeiro, no bairro da Gávea, no Rio de Janeiro. O centro-avante se recusou a soprar o bafômetro e, ao ter seu documento solicitado, foi verificado que a sua carteira de habilitação estava vencida.

Segundo a legislação nacional, Guerrero ficará um ano sem poder dirigir em todo o país.

Guerrero já voltou aos treinos com o Flamengo após participar da Copa do Mundo defendendo seleção peruana.