Reportagem do Estadão conta que o senador Aécio Neves está "isolado" e talvez seja forçado a disputar uma vaga de deputado federal.

Veja o que diz um trecho:

"Quase um ano depois de ser gravado pelo empresário Joesley Batista, do Grupo J&F, pedindo R$ 2 milhões para pagar advogados, e ser denunciado no Supremo Tribunal Federal por corrupção passiva e obstrução da Justiça, o senador tucano Aécio Neves voltou a percorrer Minas Gerais com o objetivo de renovar seu mandato no Senado por mais oito anos. 

Seu projeto político, porém, enfrenta problemas de todos os lados. Sofre resistência dos dois principais candidatos de oposição ao governador Fernando Pimentel (PT) – Márcio Lacerda (PSB) e Rodrigo Pacheco (MDB) –, é considerado um problema pela cúpula nacional do PSDB e é visto com ceticismo até por aliados próximos".

Parece que a candidatura de Aécio Neves acabou virando pó.