Ciro Gomes resolveu atacar Bolsonaro durante sabatina promovida pelo jornal O Globo, mas acabou se tornando um "cabo eleitoral" do ex-capitão do Exército. 

O candidato do PDT à presidência da República, disse que em caso de eleição de Jair Bolsonaro (PSL), líder nas pesquisas de intenção de votos, ele sairá da política e não integrará oposição a ele. 

“(Se Bolsonaro ganhar) Eu vou desejar boa sorte a ele, cumprimentá-lo pelo privilégio e depois eu vou chorar com a minha mãe. Eu saio da política. A minha razão de estar na política é amor, paixão, confiança. Se nosso povo por maioria não corresponder, vou chorar”, disse.

É melhor alguém 'jair' providenciando um lenço ao candidato. Bolsonaro lidera as pesquisas e tem grandes chances de levar no primeiro turno. 

Bolsonaro foi vítima de um atentado a facada por um militante de esquerda, sobreviveu, e com certeza terá energia para cumprir o seu possível mandato caso seja eleito.