Foi enterrado neste final de semana o sargento do BOPE Carlos Lucio Neppel de Araújo, de 41 anos, que morreu em uma operação na manhã de sábado, em Japeri, na Baixada Fluminense.

Durante declaração após a cerimônia, o Comandante da Polícia Militar, Coronel Luiz Cláudio Laviano, disse que está orientando suas equipes a serem implacáveis contra criminosos. 

Laviano disse que a integridade física só será garantida aos bandidos que se entregarem:

"Os marginais que optarem por agredir a força policial... nós não podemos admitir! A ferramenta do policial é a arma de fogo e ele tem que usar. O resultado quem buscou foi o marginal!", disse.

O comandante pediu também apoio para que a sociedade se solidarize com a categoria e ressaltou que o sentimento de enterrar um colega de corporação, é como se enterrasse uma parte do próprio corpo.

O segundo sargento Carlos Lucio Neppel de Araújo,do Batalhão de Operações Especiais (Bope), morreu atingido enquanto tentava resgatar outro militar identificado como Rafael Faria Bento, de 27 anos, ferido no peito.