A mídia estatal norte-coreana alertou os Estados Unidos de uma "super-poderoso ataque preventivo" depois que o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, disse que os Estados Unidos estavam procurando formas de pressionar a Coréia do Norte sobre seu programa nuclear.

O presidente dos EUA, Donald Trump, tomou uma linha dura com o líder norte-coreano Kim Jong Un, que rejeitou as repreensões da China, principal aliada, e prosseguiu com programas nucleares, desafiando às sanções do Conselho de Segurança da ONU.

O Rodong Sinmun, o jornal oficial do Partido dos Trabalhadores do Norte, não esmiuçou suas palavras.

"No caso do nosso super poderoso ataque preventivo ser lançado, ele vai destruir completa e imediatamente não apenas as forças de invasão dos imperialistas dos EUA na Coréia do Sul e suas áreas vizinhas, mas o continente dos EUA e reduzi-los a cinzas", disse.

Com Agência Reuters