Wa Tiba, mulher indonésia de 54 anos, foi colher alguns vegetais em sua horta, em junho de 2018, na ilha de Muna, quando desapareceu. 

Sua família sentiu sua falta e saiu para procurá-la no dia seguinte, mas só encontraram uma lanterna e suas sandálias.

Familiares e vizinhos se uniram na busca, até que encontraram uma cobra Píton com sete metros de comprimento e a barriga inchada a cerca de 50 metros de onde os pertences de Wa Tiba foram encontrados.

"Quando eles abriram a barriga da cobra, encontraram o corpo de Tiba ainda intacto com todas as suas roupas", disse o líder do vilarejo, Faris, à Associated Press. "Ela foi engolida primeiro de sua cabeça."

Essas cobras são facilmente encontradas na Indonésia e algumas partes do sudeste asiático. Elas agarram suas presas com dezenas de dentes curvos e afiados e então as espremem até a morte antes de engoli-las inteiras.

Este, no entanto, foi o segundo ataque píton contra um humano na Indonésia desde março do ano passado, quando um homem de 25 anos foi engolido inteiro por uma cobra na província de Sulawesi Ocidental.