Criminosos invasores de apartamentos do Condomínio Residencial Novo Barroso, conhecido como Babilônia, localizado no bairro Passaré, na zona Sul de Fortaleza, mataram a tiros e decapitaram um morador daquela comunidade por ele ter declarado que votou no candidato à Presidente Jair Bolsonaro (PSL). 

O crime foi descoberto pela Polícia Militar na manhã desta terça-feira (30). Preso, um dos acusados confessou o crime quando entrava no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro de Fátima.

Os policiais filmaram o criminoso confessando o crime bárbaro. Ele foi capturado por uma patrulha da Força Tática da PM que foi chamada para atender à ocorrência. 

A vítima, o eleitor de Bolsonaro, teria sido sequestrado de sua residência e assassinado a tiros, na noite desta segunda-feira (29). Em seguida, teve a cabeça arrancada a golpes de facão. O corpo foi deixado em um matagal nas proximidades da Babilônia. 

Na manhã de hoje, a esposa do homem morto reconheceu um dos envolvidos e a Polícia prendeu o bandido.

O criminoso confessou friamente que o crime foi pelo fato da vitima ser um eleitor do presidente eleito. 

Segundo ele, o morador, que era casado e pai de três crianças, foi morto “na bala, porque votou no Bolsonaro”.


Entre agora para a rede social dos conservadores:  Saiba mais