O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, comentou que mesmo não concordando com algumas formas do juiz Sérgio Moro conduzir os seus trabalhos, percebe nele uma "inteligência" que o diferencia de outros juízes. Segundo relatos feitos à interlocutores, Cunha notou que Moro lê todas as longas petições e está por dentro de todos os fatos que acontecem.

O ex-deputado também revelou que está otimista e que já alcançou muitas vitórias. De acordo com ele, os acusadores negaram qualquer responsabilidade dele na nomeação de Jorge Zelada para a diretoria internacional da Petrobrás.

A respeito de seu livro, Cunha disse que demorará um pouco para ser escrito. "Esse presente de Natal aos meus inimigos políticos vai ficar para mais adiante", disse ele.

Todos os brasileiros reconhecem isso Cunha. Todos os brasileiros devem muito à Sérgio Moro.