O acordo da Odebrecht, apelidado de "delação do fim do mundo”, gerou apenas uma condenação, apesar da expectativa em torno das informações colhidas, destaca G1, citando matéria de capa de O Globo. 

"A colaboração da empreiteira citou 415 políticos de 26 partidos diferentes, mas não foi capaz de levar muitos deles ao banco dos réus."

"A maioria das investigações que chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF), após o acordo da empresa, sequer foi concluída pela Polícia Federal. Apenas o senador Romero Jucá (MDB-RR) se tornou réu em ação penal, depois que a denúncia contra o emedebista foi aceita, em março deste ano."