A informação é do Radar:

O brigadeiro da Aeronáutica Luiz Alberto Bianchi, que pilotou o avião presidencial por cinco anos durante o governo Dilma Rousseff, resolveu pendurar a farda. Saiu no Diário Oficial de hoje a transferência dele para a reserva.

Dilma não admitia voar com comandantes jovens. Bianchi, inclusive, teve de fazer o curso de especialização do aero-Dilma exclusivamente para substituir um piloto desprovido de cabelos brancos, que não agradava à petista.

Como devia ser bom escolher os pilotos com quem ia voar, né Dilma ?