O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, deu 48 horas para Todd Robinson deixar o país. 

Robinson é o encarregado de negócios da embaixada dos EUA em Caracas e principal diplomata americano na Venezuela, já que os EUA não tem um embaixador em Caracas. 

Maduro acusou o diplomata de “conspirar” contra o governo da Venezuela. No entanto, não apresentou prova nenhuma disso.