O engenheiro Glaucos da Costamarques, acusado de ser laranja de Lula, afirma que um novo email entregue por Marcelo Odebrecht prova sua versão.

Veja um trecho da notícia do Radar da Veja:

Costamarques afirma ter devolvido R$ 650 mil em dinheiro vivo dos R$ 800 mil que recebeu pela participação na compra do apartamento 121 do Edifício Hill House, vizinho do 122, onde mora Lula, em São Bernardo do Campo, e na compra do terreno do Instituto Lula, em São Paulo. 

Em mensagem trocada em fevereiro de 2011 (ver abaixo), o ex-diretor da Odebrecht Realizações Imobiliárias (OR) Paulo Baqueiro de Melo diz a Marcelo Odebrecht que ele “trataria da devolução dos recursos com o pecuarista”. Essa é a profissão exercida por José Carlos Bumlai.

Como se sabe, Bumlai é compadre de  Lula e acusado de participar da transação.

“Está claro que estavam tratando exatamente de conversas mantidas por ambos com José Carlos Bumlai em torno da devolução dos recursos empregados pela Odebrecht na aquisição do imóvel da Rua Dr. Haberbeck Brandão, nº 178, destinado ao Instituto Lula, já que, do que consta dos autos, o beneficiário parece ter manifestado posterior desinteresse na implantação do instituto naquele imóvel” escreveu a defesa.

A ação deste caso é referente ao prédio do Instituto Lula. Sérgio Moro deve sentenciar Lula no início do próximo mês.