O general Antonio Hamilton Mourão, vice na chapa de Jair Bolsonaro, se declarou indígena no pedido de registro de candidatura feito ao TSE, informa o G1.

O registro parece ter incomodado a grande mídia já que na semana passada, em discurso no Rio Grande do Sul, Mourão disse que o Brasil herdou a “indolência” da cultura indígena. 

“Ainda existe o complexo de vira-lata aqui dentro do nosso país, infelizmente, e nós temos que superar isso. E está aí essa crise política, econômica e psicossocial. Nós temos uma herança cultural, uma herança que tem muita gente que gosta do privilégio. Então essa herança do privilégio é uma herança ibérica, temos uma certa herança da indolência que vem da cultura indígena - eu sou indígena, meu pai era amazonense", disse Mourão na ocasião.