De acordo com o Portal 360, mulheres e mães de presos do Complexo Médico Penal de Pinhais, incluindo detidos pela Lava Jato, reclamaram das condições da revista íntima. 

Elas escreveram uma carta para a administração do presídio:

“O pátio de visitas, o lugar onde os custodiados e seus familiares tem a possibilidade de passar algumas horas reunidos para fazer uma refeição, é igualmente um lugar sujo, com teias de aranha pelas paredes, ratazanas correndo pela calçada, com fezes de aves espalhadas pelo chão e todo tipo de detritos que vão se acumulando no piso, nas mesas e bancos pela falta de limpeza frequente”, escrevem as mulheres.

O site destacou alguns dos presos do Complexo Médico Penal. 

São eles:

  • Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara (MDB);
  • Gim Argello, ex-senador (PTB);
  • Jorge Zelada, ex-diretor da área internacional da Petrobras;
  • Luiz Argôlo, ex-deputado federal (SD);
  • João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT;
  • André Vargas, ex-deputado federal (PT);
  • Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras e Banco do Brasil.