Uma investigação sobre crimes de pedofilia resultou na prisão de Harold "HL" Moody Jr., um ex-porta-voz do Partido Democrata do Arkansas.

Harold Moody, 39, de Little Rock, Arkansas, foi acusado de distribuição e posse de pornografia infantil. 

A investigação apurou salas de bate-papo sobre exploração infantil e encontrou evidências de que o porta-voz democrata era um ator fundamental no movimento clandestino.

Harold poderá pegar até 20 anos de prisão pela distribuição de pornografia infantil e até dez anos de prisão por posse de drogas e pornografia infantil.