O Expresso da Época destaca que o presidente da Assembleia do Rio de Janeiro, Jorge Picciani (PMDB), estaca preocupado com a situação de um de seus filhos: Felipe Picciani. 

"Jorge sabia que as investigações da Lava Jato avançavam em direção à família e que Felipe ficaria "desprotegido" por ele não ter mandato político e, por tabela, não ter foro privilegiado. Felipe é quem está à frente dos negócios da família. 

Jorge tinha razão. Felipe foi preso pela Polícia Federal nesta terça-feira (14) durante a deflagração da Operação Cadeia Velha. A família Picciani é acusada de receber propina de empresas de ônibus do Rio de Janeiro. "

Mais uma vez fica claro que o foro privilegiado é um escudo para corrupto. Isso tem que acabar.