Quando você pensa que a grande mídia não pode se afundar mais e ir ao esgoto, surge a Folha de S. Paulo. 

O jornal argumentou que o Estatuto do Desarmamento foi um sucesso, considerando que “o ritmo de crescimento de assassinatos” diminuiu depois de sua entrada em vigor.

É simplesmente uma ofensa com os familiares das 63 mil pessoas mortas por ano.