O general Sérgio Etchegoyeng, chefe do Gabinete de Segurança Institucional do governo Temer, defendeu a Reforma Política em vídeo e a tratou como um ato de coragem.

Segundo o Radar da Veja, a declaração pegou mal na caserna. "Em grupos de Whatsapp, fardados de alto escalão e do chão do quartel vêm chamando Etchegoyeng de traidor."

"Os militares andam tensos com a convicção de que as regras de suas aposentadoria serão alteradas."