Eleito deputado federal pelo PSL no Rio Grande do Norte, o general Eliéser Girão Monteiro Filho, mais conhecido como general Girão, defendeu o impeachment e a prisão de vários ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) responsáveis pela libertação de políticos acusados de corrupção, como o ex-ministro José Dirceu, do PT, e os ex-governadores do Paraná Beto Richa e de Goiás Marconi Perillo, ambos do PSDB. 

Segundo Girão, “o impeachment de vários ministros” se insere em um “plano de moralização das instituições da República”.

“Não tem negociação com quem se vendeu para o mecanismo”, escreveu Girão em sua conta no Twitter no último dia 11, em referência à série da O Mecanismo, produzida pela Netflix sobre a Lava Jato. “Destituição e prisão”, acrescentou. 

Confira: