O general Heleno afirmou que não será vice de Jair Bolsonaro (PSL), informa a Folha

O militar da reserva teria dito ao jornal que conversou com dirigentes de seu partido, o PRP, e ouviu que não é de interesse da sigla ocupar a vice do PSL.

“Entendi o argumento (do partido) porque depende de deputados federais. O vice não acrescenta tempo de TV. Essa candidatura não é atraente para os diretórios estaduais do partido”, explicou.

Heleno, no entanto, garantiu que seu apoio à candidatura de Bolsonaro continuará. 

“Não me afetou em nada. Continuo trabalhando”, afirmou, explicando que contribuirá com programa de governo.