O general Santos Cruz, atual Secretário Nacional de Segurança Pública, disse que os militares têm o preparo necessário para comandar a desmobilização dos caminhoneiros paralisados em todo o país. 

“Não existe o mínimo risco de cometer qualquer erro, qualquer coisa fora da lei”, afirmou, segundo o site Poder 360

O general, que já chefiou a missão brasileira da ONU no Haiti, afirmou também que há preocupação com uma possível “exploração” do movimento por parte de pessoas com “interesse partidários”.

“Se você colocar interesses partidários, você começa a manchar aquilo que é o objetivo principal”, disse. “É preciso cuidado com exploradores que podem se aproveitar dessa situação.”

Apesar do receio com possíveis manipulações do movimento, Santos Cruz afirmou que o governo não deve ter receio em negociar com os manifestantes. 

“Não estamos lidando com gente de má índole, estamos lidando com trabalhadores.”, completou