Um implante elétrico desenvolvido por uma equipe da École Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPFL) e colocado ao redor da medula espinhal mudou a vida de David M'Zwee.

Ele havia escutado dos médicos que nunca mais caminharia. Mas esta técnica pioneira desenvolvida na Suíça contrariou o prognóstico. 

M'Zwee sofreu uma lesão severa na medula espinhal há sete anos em um acidente esportivo. Desde então, os impulsos do cérebro para as pernas foram interrompidos por causa da lesão. 

O implante aplicado estimula impulsos, fazendo com que M'Zwee, de 30 anos, e outros pacientes voltem a caminhar.

Além disso, cientistas suíços notaram outro resultado inesperado: os movimentos parecem ter recuperado alguns nervos danificados.