O juiz Sérgio Moro aceitou o convite de Jair Bolsonaro para assumir o superministério da Justiça. 

Agora como superministro, Moro terá sob seu comando a Polícia Federal e as operações da Lava Jato. 

O presidente eleito lhe deu carta branca para comandar uma pasta com poderes ampliados para organizar uma agenda anticorrupção e anticrime organizado no país.

A pasta da Justiça deverá ser transformada em um superministério com o objetivo de combater a violência e a corrupção.

Ainda não há confirmação oficial, mas o superministério da Justiça deverá reunir Segurança Pública, Controladoria Geral da União e Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras).


Entre agora para a rede social dos conservadores:  Saiba mais