O lateral colombiano Camilo Zuñiga anunciou sua aposentadoria nesta terça-feira. Ele foi o responsável por tirar o atacante Neymar da Copa de 2014. 

Curiosamente, o anúncio foi feito no mesmo dia que se completam quatro anos do duelo pelas quartas de final do Mundial no Brasil, que tirou o atacante brasileiro do jogo posterior que foi contra a Alemanha. 

Naquela ocasião, Neymar saiu do jogo com uma fratura na vértebra da coluna devido a uma entrada por trás.

Zuñiga, que está com 32 anos, concedeu uma entrevista coletiva no Atlético Nacional nesta terça-feira, clube no qual foi revelado e onde atuava desde o começo de 2018 depois de várias temporadas no futebol europeu.

"Hoje penso mais no meu futuro, na minha família. Desde que cheguei no Nacional dei minha palavra que fazer todo o possível para voltar aos gramados, mas senti que não cheguei nem a 40% do que era. Cumpri meu sonho e estou tranquilo porque me aposento em casa, onde me deram a oportunidade de mostrar (meu futebol) e de ir ao futebol europeu e de vestir a camisa da seleção da Colômbia. Me dói (deixar o futebol), mas estou agradecido a Deus pela carreira que ele me deu, por me deixar cumprir meus sonhos", disse Zuñiga, que chorou por algumas vezes durante a coletiva.

A lesão que tira Zuniga do futebol é no joelho direito, o mesmo que foi usado para causar a lesão em Neymar.