Jorge Picciani, deputado alvo da operação Cadeia Velha, recebeu R$ 58.580.000 de reais em esquemas de corrupção nos transportes do Rio.

O Ministério Público Federal publicou planilha na qual mostra que o líder peemedebista era chamado por dois codinomes: satélite e platina.

“Jorge Picciani, inicialmente, aparece identificado como PLATINA e depois como SATÉLITE. Ele foi destinatário, no período de 15/07/2010 a 14/07/2015, de R$58.580.000,00, via pagamento ÁLVARO NOVIS, sendo R$ 49.960.000,00, a mando da
FETRANSPOR. O restante de R$ 8.620.000,00, a mando de CARLOS MIRANDA/SÉRGIO CABRAL e será tratado posteriormente em tópico próprio”, escreveram os procuradores.

Confira o documento:

Reprodução