A Justiça americana indiciou, na sexta-feira (17/8), a jovem que empurrou uma amiga do alto de uma ponte no parque ambiental situado em Yacolt, próximo de Portland (Oregon, EUA).

Uma terceira pessoa filmou o momento em que Taylor Smith, de 18 anos, empurrou Jordan Holgerson, de 16, de uma altura de 18 metros (equivalente a um prédio de 6 andares). O incidente ocorreu no dia 7. 

Para o promotor do caso, Taylor "criou um risco substancial de morte e seu ato resultou em sérios ferimentos".

Jordan teve seis costelas quebradas, perfuração em um pulmão, escoriações sobre o esôfago e ferimentos na traqueia. O quadro ainda inclui pneumotórax.

Em sua defesa, Taylor disse que a amiga havia pedido para ser empurrada. Disse também que tentou visitá-la para pedir desculpas , mas que não conseguiu por ter sido barrada no hospital. 

"Ela queria pular, mas estava com medo. Então ela me pediu que a empurrasse", contou Taylor à ABC.

Taylor Smith pode ser condenada a até 1 ano de prisão e pagamento de multa de o equivalente a R$ 20 mil.