Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora OAS, revelou que foi orientado pessoalmente pelo ex-presidente Lula a destruir provas que pudessem incriminá-lo na Operação Lava-Jato. Ele prestou depoimento hoje ao juiz. 

“Lula me orientou a destruir documentos durante a Lava-Jato”, disse Léo Pinheiro a Sergio Moro.

A orientação de Lula aconteceu em um encontro sigiloso em maio de 2014, quando a Operação Lava-Jato ainda começava a vasculhar o propinoduto do petrolão. 

O empreiteiro revelou detalhes do Triplex e do Sítio de Atibaia. 

Agora sim o juiz já pode mandar prender o petista.