O ex-presidente condenado Luiz Inácio Lula da Silva criou uma fake news para atacar o presidente do TRF-4, desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores.

— Esse cidadão é bisneto do general Thompson Flores, que invadiu Canudos e matou Antônio Conselheiro. É da mesma linhagem. Quem sabe esteja me vendo como cidadão de Canudos — afirmou Lula.

O jornal O Globo checou essa informação e constatou que ela é falsa. 

Na checagem, descobriu-se que Tomás Thompson Flores chegou a liderar uma das brigadas enviadas após seu líder, Cláudio do Amaral Savaget, ser ferido. Contudo, antes de a rebelião ser contida e da morte de Antonio Conselheiro, o coronel faleceu em Canudos, no dia 22 de junho de 1897, durante o combate

"Manoel Neto, da Uneb, explica que Thompson não foi responsável pela morte de Antonio Conselheiro, como afirmou o ex-presidente:

— Alguns diziam que (Antonio Conselheiro) tinha, na verdade, desaparecido, mas não morrido. Os índios têm uma versão sobre a morte como um desaparecimento mágico. Na verdade, Conselheiro morreu em 22 de setembro, debilitado fisicamente, vítima de uma diarreia que o acometeu em decorrência de um ferimento na perna. Foi atingido por estilhaço de granada. Isso o debilitou — conclui o pesquisador."