O Tribunal Regional Federal da 4ª região negou, por unanimidade, dois recursos da defesa de Lula contra decisões de Gebran Neto.

No primeiro, o desembargador negou pedido de suspensão da ação penal do Instituto. 

No outro, Gebran rejeitou questionamento do laudo pericial da PF sobre o sistema de propina da Odebrecht.

Lula continua preso e deve ser condenado na ação que envolve o Instituto Lula nos próximos dias.