A mãe de Cristiano Ronaldo, Dolores Aveiro, deu à luz em 5 de fevereiro de 1985, na Ilha da Madeira, Portugal. 

Na época, ela já tinha três filhos e pensava em abortar a quarta criança. Em entrevista à ESPN Brasil , ela relembrou o caso, que já foi contado anteriormente no livro "Mãe coragem: vida, força e fé de uma lutadora".

"Eu tinha 30 anos e já tinha 3 filhos. Eu pensei, o que vou fazer com outra criança? Contei à minha irmã, que era a pessoa com quem mais conversava. Ela dizia que tomar uma cerveja preta e tomar chás faria bem (para abortar). Resolvi ir ao médico e falei que gostaria de abortar", contou a mãe de Cristiano Ronaldo .

"Ele falou que não iria fazer porque eu era muito nova e esse menino me daria uma alegria. Quando eu dei à luz, foi uma alegria. Como tinha bebido muito chá, tinha dúvidas se viria perfeito. O médico estava ao meu lado e me disse que estava tudo perfeito. Ele falou que esse bebê tem pés de jogador de futebol", relembrou.

Cristiano Ronaldo foi eleito cinco vezes eleito melhor jogador do futebol mundial. Em seu primeiro jogo na Copa da Rússia, ele marcou três gols.