Mateus Ferreira da Silva, manifestante que ficou conhecido após levar um golpe de cassetete na cabeça, anunciou no último sábado (10), em sua conta no Facebook, sua filiação ao Partido dos Trabalhadores.

Segundo ele, o objetivo de se eleger a deputado estadual.

Depois de receber o golpe durante uma manifestação, Mateus ficou internado durante 16 dias no Hospital de Urgências de Goiânia [Hugo]. 

O manifestante passou por duas cirurgias plásticas para reconstruir o rosto, teve pós-traumatismo cranioence­fálico e múltiplas fraturas, interven­ção de última geração da odontolo­gia, e ficou com uma cicatriz.