Folha Vitória: Os policiais civis fecharam o Instituto Médico Legal (IML) e nenhum corpo é recebido no local. A situação acontece desde o início da tarde desta segunda-feira (06). O IML estaria lotado e os policiais exigem que seja alugado um caminhão frigorífico para que os corpos sejam depositados nele.

De acordo com  Tadeu Nicoletti, presidente da Associação dos Peritos Papiloscópicos do Espírito Santo, há corpos espalhados pelo chão e as gavetas frigoríficas que ainda funcionam estão ocupadas.

“Não temos nenhuma condição de trabalhar. Temos 16 corpos espalhados pelo chão, temos 30 gavetas frigoríficas, mas apenas 12 estão funcionando e estão ocupadas. Queremos que o Estado alugue um caminhão frigorífico para colocarmos estes corpos que estão no chão e os que serão encaminhados ao IML”, afirmou.

Nicoletti informou que os policiais civis correm um grande risco de contaminação com a atual realidade do IML. “Há um total descaso e insalubridade que os policiais enfrentam. Não podemos correr risco de sermos contaminados e contrairmos doenças devido aos corpos espalhados pelo chão”, disse. Nicoletti afirmou ainda que os policiais estão reunidos em frente do Instituto Médico Legal, onde deve acontecer uma assembleia.