Neste domingo (22), um interno foi decapitado e esquartejado dentro do Centro Socioeducativo (CSE) Homero de Souza Cruz Filho, em Boa Vista. 

Segundo o coronel Elias Santana, chefe do Comando de Policiamento da Capital (CPC), o adolescente foi morto por integrantes de uma facção criminosa. Não houve confronto e nem feridos.

“Os adolescentes cantaram, bateram palmas e durante essa espécie de rito assassinaram o adolescente com requintes de crueldade. Arrancaram a cabeça, braço e vísceras”, declarou o coronel Santana.

Pelo menos 15 menores que estavam no mesmo quarto que ele foram levados à Central de Flagrantes. 

“O menor estava apreendido há poucos dias. Ele foi detido na quinta-feira [19] por roubo de um celular no bairro São Vicente”, detalhou o coronel segundo o G1

Segundo uma servidora que não quis se identificar, “ao entrar na unidade, o adolescente disse ser integrante do PCC, mas lá dentro ele foi identificado como membro do grupo rival por causa de uma tatuagem. Ao que tudo indica ele foi morto por isso”.