O empresário Miguel Oliveira, ganhador de um prêmio de 39 milhões da Mega Sena em 2011, ligou 13 vezes a um amigo policial pouco antes de ser assassinado. 

Demonstrando estar aflito, ele também enviou um áudio via WhatsApp: "Pô, capitão, me atende".

"Ele mandou o áudio um pouco aflito, pedindo para que eu atendesse. Tínhamos uma relação muito próxima. Nesse dia, ele ligou chamando pro local. Não fui, era muito tarde da noite, e eu sou casado, tenho esposa e filha, não podia ir assim, sem nenhuma justificativa”, contou ao G1 o major Manoel Pinheiro.

O milionário foi assassinado com três disparos na cabeça na madrugada de domingo (4) em um bar-pizzaria de Campos Sales, no Ceará.