Alexandre de Moraes, Ministro da Justiça, disse que a carnificina de Manaus é culpa da superlotação causada pela imensa quantidade de presos provisórios enjaulados. 

"Nós prendemos muito, mas prendemos mal. Prendemos quantitativamente, mas não qualitativamente", afirmou.

Tentar jogar a culpa do massacre em presos provisórios é fazer campanha contra a Lava Jato. Se continuar assim, daqui a pouco vão querer reabrir a discussão da prisão após condenação em segunda instância. 

Mais uma bola fora do Ministro.