A trabalhadora de caridade Maria Addis, de 34 anos, atropelou o próprio marido, Mark, 37, depois de gritar: "Ela tem apenas 18 anos".

Mark, que é professor de educação física, afirma que o casamento já estava à beira da ruína quando decidiu seduzir a aluna Lucy Gill, de 18 anos.

Depois de constatar a traição ao ver mensagens indiscretas que Mark trocava com Lucy, Maria pegou o carro e retornou atropelando o homem ainda na calçada. 

Antes de passar o carro por cima dele, gritou, segundo testemunhas: “Ela só tem 18 anos!”. A tentativa de homicídio fez com que a mãe de duas crianças fosse levada à delegacia.

Mark foi encaminhado para o hospital e teve leves ferimentos. Assumiu o relacionamento com a estudante logo depois, compartilhando a novidade no Facebook. Ele declarou, também, que não quer mais ver a ex-mulher.

No entanto, o caso foi para os tribunais, e apesar da ação, Maria não foi presa, tendo que pagar apenas uma multa de R$ 2 mil por “direção perigosa”.


Com DailyStar e Metrópoles.