Minas Gerais foi o estado em que as pesquisas mais tiveram diferenças com a realidade, tanto no Senado como no Governo.

Para o Senado, a última pesquisa do Datafolha fez as seguintes considerações sobre o cenário eleitoral em votos totais: 

Dilma (28%); Rodrigo Pacheco (15%); Carlos Viana (14%) e Diniz Pinheiro (12%).

Os resultados de hoje, no entanto, foram bem diferentes. A petista que era apontada como a favorita, na realidade, acabou amargando apenas a 4ª colocação. Confira:

Rodrigo Pacheco (20%); Carlos Viana (20%); Diniz Pinheiro (18%) e Dilma (15%).

Na briga pelo Governo, na minha opinião, foi ainda mais feio. A última pesquisa antes das eleições detectaram um crescimento de Romeu Zema (NOVO) com o apoio a Bolsonaro, porém, nada comparado a realidade. 

O Datafolha apontou na pesquisa que Anastasia tinha 40%, seguido de Pimentel com 29% e Zema com 24%. 

Porém, Zema chegou a liderança com 42%, seguido de Anastasia com 29% e Pimentel com 23%.