Parece impossível, mas Sérgio Moro será muito mais eficiente como ministro da Justiça do que como juiz da Lava Jato. 

No comando do superministério, ele poderá usar o Coaf para monitorar em tempo real operações financeiras atípicas de autoridades, entre outros alvos.

Moro poderá pegar aqueles pagamentos suspeitos de mesada da mulher. Ou enriquecimento relâmpago de filhos de políticos, por exemplo. 

Ainda, poderá criar uma nova Polícia especializada apenas em fiscalizar políticos e empresas que prestam serviços para o governo, como as empreiteiras. 


Entre agora para a rede social dos conservadores:  Saiba mais