O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Dyogo Oliveira, ficou calado diante das considerações do presidente eleito Jair Bolsonaro.

O capitão reafirmou no início da semana que irá "abrir a caixa-preta" da estatal e "revelar ao povo brasileiro o que foi feito com seu dinheiro nos últimos anos". 

Internamente, Oliveira sequer fez menção a tentar defender a lisura de sua gestão diante das críticas de Bolsonaro. 

Se cumprir sua palavra e quebrar o sigilo do BNDES, Bolsonaro já terá feito um dos melhores governos da história do Brasil.