O Expresso diz que outro dia, o ex-ministro Antônio Palocci mandou dizer à Procuradoria-geral da República, que entregaria seis ministros do Supremo.

O PGR, Rodrigo Janot, ficou tão assustado que despachou dois procuradores imediatamente ao Paraná.

Segundo a informação, eles perderam a viajem. Palocci misturou fofocas com fatos conhecidos, na tentativa de convencer os procuradores de que os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff “tinham ministros no bolso”. 

No entanto, nenhum mísero elemento para sustentar tão graves acusações foi apresentado.  

O episódio deixou a PGR tão enfurecida que pode custar ao petista o acordo de delação.