Estadão:

Palocci pediu a palavra nesta quinta-feira, 20, durante seu interrogatório na Operação Lava Jato, para fazer um pedido, ou uma oferta, ao juiz Sérgio Moro.

No final do depoimento, o petista sugeriu entregar informações ‘que vão ser certamente do interesse da Lava Jato’.

“Fico à sua disposição hoje e em outros momentos, porque todos os nomes e situações que eu optei por não falar aqui, por sensibilidade da informação, estão à sua disposição o dia que o sr. quiser. Se o sr. estiver com a agenda muito ocupada, a pessoa que o sr. determinar, eu imediatamente apresento todos esses fatos com nomes, endereços, operações realizadas e coisas que vão ser certamente do interesse da Lava Jato.”

Sim. O italiano da língua presa se rendeu.