Do Rondônia Agora - Dezenas de famílias carentes da Capital estão sendo beneficiadas com uma espécie de greve, declarada por apenados da Penitenciária Federal de Porto Velho, em razão do rigor nos procedimentos de segurança no local. As doações começaram a ser realizadas na segunda-feira.

De acordo com a direção da Penitenciária, os presos reclamam principalmente da suspensão da visita com contato físico. O contato com as visitas agora ocorre em parlatório, via telefone, integralmente monitorado pelos agentes federais.

A entrega dos alimentos às famílias carentes está sendo realizada pelos agentes federais de execução penal em uma vila que fica próxima à Penitenciária Federal. Na terça-feira, os moradores receberam 75 marmitas, 70 pães e 70 frutas. Na segunda-feira foram entregues 148 marmitas, além dos pães e frutas. A ideia é evitar que a comida seja desperdiçada.