A Aeronáutica Civil da Colômbia apresentou nesta sexta-feira (27), as conclusões do relatório final do desastre do avião da Chapecoense e revelou um fato um tanto absurdo, informa o G1

O documento apontou que 40 minutos antes do acidente, a aeronave já estava em emergência e a tripulação nada fez, mesmo tendo indicação na cabine, como luz vermelha e avisos sonoros.

Os investigadores chegaram a essa conclusão ao analisar a caixa-preta, que contém gravadores de dados de voz e de voo.

O avião tinha 2.303 quilos de combustível a menos do que deveria levar para uma viagem, concluiu a investigação.