O Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela, destituído de suas funções pela Assembleia Constituinte, pediu a prisão de Nicolás Maduro no âmbito dos escândalos de corrupção envolvendo a Odebrecht, informa o G1

"Esta sala do Supremo Tribunal de Justiça declara procedente a solicitação à medida cautelar de privação de liberdade contra o presidente Nicolás Maduro", aponta a decisão lida nesta segunda-feira (9) pelos juízes em Bogotá.

Os juízes estão exilados na Colômbia, no Panamá, no Chile e nos Estados Unidos, alegando perseguição política depois de serem destituídos em agosto passado pela Constituinte que rege como um suprapoder.

Estes magistrado pediram também que a Interpol seja notificada para proceder com a captura.