A Polícia Civil identificou e predeu na quarta-feira (17) dois suspeitos, de 29 e 34 anos, de terem pichado suásticas nazistas na capela de São Pedro da Serra, distrito de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio. 

Um terceiro suspeito fugiu da abordagem e depois se apresentou na delegacia com um advogado. Ambos prestaram depoimento e foram liberados.

Os agentes chegaram até eles depois de assistirem a um vídeo com imagens de câmeras de segurança que mostra os mesmos homens pichando em outros muros e calçadas próximos à capela frases contrárias ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), como a hashtag #elenão.