O deputado federal Fernando Francischini, que também é delegado da Polícia Federal, informou, em vídeo divulgado há pouco, que o terrorista Adélio Bispo de Oliveira, que tentou matar Bolsonaro, visitou a Câmara dos Deputados no dia 06/08/2013 para reunir-se com um deputado federal ainda não revelado. 

A visita ocorreu em um gabinete do Anexo 4 da Câmara. No ano da visita, o criminoso e terrorista ainda era filiado ao PSOL, o mesmo partido a que pertencem Jean Wyllys e o invasor de propriedades e candidato a presidente, Guilherme Boulos. 

Um requerimento foi enviado à Mesa da Câmara para saber com qual deputado o criminoso e terrorista se reuniu.

Confira: