O advogado Modesto Carvalhosa protocolou no Senado um pedido de impeachment contra o ministro do STF, Ricardo Lewandowski.

Segundo Carvalhosa, Lewandowski cometeu "abuso de poder" ao dar voz de prisão para um advogado Cristiano Acioli, que se manifestou contra o STF durante um voo. 

Na ocasião, Acioli disse que o "Supremo é uma vergonha". 

Carvalhosa explicou que a motivação para tal medida tem como fundamento o abuso de autoridade, pelo fato do ministro ter mandado um técnico judiciário, que não é uma autoridade policial, prender o advogado Cristiano Caiado de Acioli, sem qualquer motivação.

Para o jurista o STF perdeu a sua boa reputação e efetivamente a população brasileira considera o tribunal “uma vergonha”.