Joesley Batista teria acusado o presidente Michel Temer de pedir propina desde 2010, segundo um anexo da delação do empresário divulgado pelo portal O Antagonista na madrugada desta sexta-feira.

O anexo traz a narrativa de Joesley para o relacionamento dos dois, e afirma que, em 2010, ele atendeu a um primeiro pedido de Temer e concordou em pagar R$ 3 milhões.

Segue o anexo: